Empresários buscam parceria com setor público para instalar polo digital no CH

Empreendedores de João Pessoa estão tentando captar empresas de alta tecnologia para que se instalem em João Pessoa, caso o poder público municipal viabilize parceria com o segmento empresarial Arranjo Produtivo Local (APL). O objetivo é dotar o Centro Histórico como um polo de alta tecnologia (digital); iniciativas já em cursos em capitais nordestinas como Natal e Recife.

Segundo o empresário do setor de mídia, Walter Santos, esforços e diálogos estão sendo mantidos com a Prefeitura de João Pessoa e empresários do setor, que tentam viabilizar parceria com o poder público.

Está sendo proposto ao poder público o arrendamento do prédio onde funciona uma faculdade de Medicina, ao lado da Basílica de Nossa Senhora das Neves, para que o polo se instale a partir daquele setor.

“Temos o sinal verde, um manifesto interesse de empresas para se instalarem no Centro Histórico. Nosso esforço no momento é convencer o poder público dessa parceria”, disse Walter Santos, um dos pioneiros a instalar seus negócios no Centro Histórico.

Na última sexta-feira, o deputado federal Wilson Filho(PTB), coordenador da bancada federal paraibana, manteve reunião com empresários do Arranjo Produtivo. Os empresários buscam na bancada federal a alocação de emendas do Orçamento para beneficiamento do Centro Histórico de João Pessoa, tornando-o atrativo para a instalação de empresas e negócios de mídia, setor digital e cultura.

Durante entrevista ao programa Correio Debate, da 98 FM Correio, o parlamentar declarou interesse em encaminhar projetos, além de possibilitar a destinação de emendas ao orçamento federal com este fim.

O Arranjo Produtivo pretende atrair além de empresas de tecnologia, segmentos de comunicação e cultura.

Da Redação

Por Trás do Blog
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black