Kim Jong-Un e Donald Trump assinam compromisso que garante segurança à Coreia do Norte e desnucleari

Nesta terça-feira (12), o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong-un, assinaram uma declaração conjunta após encontro histórico em Singapura. Após o encontro,o líder norte-coreano, Kim Jong-un, aceitou o convite do presidente americano, Donald Trump, para fazer uma visita oficial aos Estados Unidos, segundo a agência de notícias estatal norte-coreana. Além disso, Kim também convidou o chefe da Casa Branca para uma viagem a Pyongyang e, de acordo com a agência de notícia norte-coreana, ele também aceitou o convite. O estabelecimento de laços diplomáticos entre os dois lados vêm após a cúpula histórica de terça-feira (noite de segunda-feira no Brasil), na qual pela primeira vez um presidente americano e um líder norte-coreano se encontraram frente a frente, assinalando uma vitória diplomática de Kim Jong-un.

Kim Jong-un conduz o presidente dos EUA, Donald Trump que suspende exercícios e ameaças à Coreia do Norte

Leia o texto na íntegra do que ficou acordado e saiba exatamente com o que os dois líderes se comprometeram durante o encontro que promete entrar para os livros de história.

O Presidente Donald J. Trump dos Estados Unidos da América e o Líder Kim Jong-un da Comissão de Assuntos de Estado da República Popular Democrática da Coreia (Coreia do Norte) tiveram a primeira, histórica cúpula em Singapura em 12 de junho de 2018.

O Presidente Trump e o Líder Kim Jong-un conduziram uma troca de opiniões sincera, profunda e abrangente em relação às questões do estabelecimento de novas relações entre EUA e Coreia do Norte e a construção de um período longo e duradouro de paz na Península Coreana. O Presidente Trump se comprometeu a providenciar garantias de segurança para a Coreia do Norte, e o Líder Kim Jong-un reafirmou seu firme e inabalável comprometimento de completar a desnuclearização da Península Coreana.

Convencidos de que o estabelecimento de novas relações entre os EUA e a Coreia Norte irão contribuir com a paz e a prosperidade da Península Coreana e do mundo, e reconhecendo que a construção da confiança mútua pode promover a desnuclearização da Península Coreana, o Presidente Trump e o Líder Kim Jong-un declaram o seguinte:

1. Os Estados Unidos e a Coreia do Norte se comprometem a estabelecer novas relações EUA-Coreia do Norte em concordância com os desejos de paz e prosperidade dos povos dos dois países.

2. Os Estados Unidos e a Coreia do Norte vão unir esforços para construir um estável e duradouro período de paz na Península Coreana.

3. Reafirmando a Declaração de Panmujom de 27 de abril de 2018, a Coreia do Norte se compromete na direção da completa desnuclearização da Península Coreana.

4. Os Estados Unidos e a Coreia do Norte se comprometem em recuperar os restos dos POW/MIA*, incluindo a imediata repatriação dos que já foram identificados.

Após meses de tensão e ameaças de confronto, Kim Jong-un(D) obtém vitória diplomática, segundo os analistas

Tendo em conhecimento que a cúpula entre EUA e Coreia do Norte — a primeira da história — foi um evento histórico de grande significância na superação de décadas de tensão e hostilidades entre os dois países e para a abertura de um novo futuro, o Presidente Trump e o Líder Kim Jong-un se comprometem total e expedientemente com o estipulado através desta declaração conjunta. Os Estados Unidos e a Coreia do Norte se comprometem a realizarem futuras negociações, lideradas pelo Secretário de Estado, Mike Pompeo, e um oficial relevante de alto nível da Coreia do norte, na data mais breve possível, para a implementação dos resultados da cúpula EUA-Coreia do Norte.

O Presidente Donald J. Trump dos Estados Unidos da América e o Líder Kim Jong-un da Comissão de Assuntos de Estado da República Popular Democrática da Coreia se comprometeram com a cooperação para o desenvolvimento de novas relações entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte e com a promoção da paz, da prosperidade, e segurança da Península Coreana e do mundo.

DONALD J. TRUMP

Presidente dos Estados Unidos da América

KIM JONG UM

Líder da Comissão de Assuntos de Estado da República Popular Democrática da Coreia

12 de Junho de 2018

Ilha de Sentosa

Singapura

*O termo POW/MIA refere-se a prisioneiros desaparecidos ou mortos durante a guerra entre os dois países.

Fone Sputnik Brasil

Outros sites

Por Trás do Blog
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black