Monteiro: Ricardo lidera ato SOS Transposição; pede "Lula Livre" e ação parlamentar

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) liderou neste domingo, 1, em Monteiro(PB) evento SOS Transposição, manifestação contra a paralisação das obras de Transposição das Águas do Rio São Francisco. Durante o ato, o ex-governador leu uma carta do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba.

Vários deputados estaduais da Paraíba e lideranças nacionais do Partido dos Trabalhadores compareceram ao evento, que provocou polarização política na Paraíba.

Imagem do ato SOS Transposição compartilhada por manifestantes nas redes sociais

Na carta lida pelo ex-governador da Paraíba, Lula lembrou a inauguração popular da obra da Transposição, em 2017.

“A oportunidade que me foi dada pelo povo brasileiro de governar esse país fez de mim um homem feliz. Vocês nem imaginam a alegria que eu sentia quando assinava um decreto para beneficiar milhões de pessoas ou quando visitava uma obra, inaugurava uma universidade… poucas coisas me fizeram mais feliz como tirar do papel um sonho de gerações, tirar do papel a transposição. Uma das melhores lembranças que tenho foi a inauguração popular que fizemos em 2017”, diz trecho da carta de Lula, lida por Ricardo.

Pelo fechamento das bombas da transposição, Coutinho convocou os senadores de deputados presentas para ir ao Ministério Público Federal, entrar com uma representação contra o presidente Jair Bolsonaro por crime contra a humanidade.

“Isso aqui hoje foi apenas o início. Nós vamos daqui convocar e pedir aos deputados federais, aqueles senadores que tenham vergonha na cara, para todos juntos irmos dar entrada com uma representação no Ministério Público Federal para que acionem Bolsonaro por crime contra a humanidade”, disse.

Grito ‘Lula Livre’ também foi realizado durante ato

Segundo o ex-governador da Paraíba, pedir a liberdade de Lula representa lutar contra uma ‘máquina de mentiras’.

“É preciso que se saiba quando se pede Lula Livre não é pela liberdade de uma pessoa, é para desmontar uma máquina desse país, de mentiras, de perseguir pessoas, de fazer pagar por crimes que não cometeram”, salientou.

Ato reuniu milhares em protesto contra paralisação das obras e teve "Lula Livre"

O ex-governador afirmou que o ato SOS Transposição não contou com apoio, e que uma cota foi feita com a participação de prefeitos para levantar a estrutura que recebeu o evento.

“Todos sabem o que fizeram hoje, não tivemos apoio de nenhuma estrutura… alguns apostaram contra esse ato, alguns sistemas de comunicação apostaram contra esse ato, alguns parlamentares, pessoas da política. Eles não sabem que a roda, roda, e vai rodar tanto que vai jogá-los para fora da política, e vai retomar o poder para o povo”, continuou.

A volta do funcionamento da transposição é inegociável, disse Ricardo: “quem já sentiu o sabor, a frescura da água do São Francisco, não vai aceitar voltar a carregar galão de água ou implorar água ao politico de plantão”.

“Conquistamos a maior obra hídrica do Nordeste Setentrional. A transposição que haverá de desenvolver esse Cariri, que garantirá segurança hídrica a Campina Grande e região”, cravou o político.

Fonte portal WScom

Por Trás do Blog
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black