Cangaço: Contradições entre os irmãos Ferreira e Zé Saturnino – além de chocalhos e morte de animais

Quase um século após os acontecimentos que deram origem ao cangaço Lampiônico, resta aos admiradores e pesquisadores do fenômeno, respeitar narrativas de cangaceiros, coiteiros, volantes e policiais. Mas isso não impede de compará-las. Um caso: a razão da intriga entre os irmãos Ferreira e Zé Saturnino. Muitos apontam para a questão dos chocalhos amassados, roubo de cabras com acusações mútuas como origem da intriga. Se Lampião e Saturnino eram vizinhos, não eram tão “pobres assim”; se não havia disputas, interesses econômicos em jogo, qual a razão para Zé Saturnino tornar-se o primeiro e grande inimigo de Lampião?

Vejam duas narrativas que talvez se complementem e ou até se contradizem. Em trecho sobre as desavenças entre Virgulino e Saturnino, o ex-soldado de volante João Gomes de Lira, no livro “Lampião - Memórias de um Soldado de volante”, volume I, diz o seguinte a certa altura:

Imagem: Virgulino Ferreira (Lampião) durante visita ao Juazeiro do Norte

“José Saturnino queixava-se dos Ferreira, dizendo que aquilo que estava acontecendo nos campos (morte de animais), era astúcia deles e que eram eles os responsáveis pelo que estava ali acontecendo. Os Ferreira, seriamente aborrecidos, bradavam, dizendo que o que estava ocorrendo nos campos era José Saturnino quem praticava e jogava a culpa para eles, a fim de vê-los em sacrifício, odiados pela vizinhança”.

São poucas as fontes confiáveis sobre Zé Saturnino. Talvez esse único depoimento de Zé Saturnino, em 1971, lance luz sobre os fatos. A seguir, trecho subtraído do livro “Apagando Lampião”, de Frederico Pernambucano de Mello(pág. 74).

Disse Saturnino:

“Quem arrastou isso pra riba de mim foram os Nogueira. Quando a Pessoa cai num abismo, como eu cai mode os outro a, e eles fazerem o que fizeram comigo depois, muito encrenqueiros, a vontade que dá é meter a espingarda pra riba e matar gente do nosso lago, se não fosse dar gosto ao inimigo, não é Quinca?”

José Saturnino, inimigo de lampião

Recapitulando. Virgulino Ferreira tinha como pai adotivo Manoel Lopes, que foi comissário na região de Vila Bela. Os próprios irmãos Ferreira, sob o comando de Lopes, andavam armados e chegaram a prender ladrões de gado. A mãe de Virgulino era da linhagem dos Lopes. As raízes do conflito entre os irmãos Ferreira e Saturnino também remontam às relações “comerciais” nada legais entre o pai de Zé Saturnino e o comissário Manoel Lopes.

Mulheres no Cangaço, inovação a partir de 1930

Esse Manoel Lopes anos antes, havia sido preso sob suspeita de ter envolvimento por interferir numa disputa amorosa e roubo de bode, que acabou em agressões físicas. Lopes ao ver a polícia que atendera a ocorrência, tentou fugir. Preso, ficou sob custódia dos Nogueira e foi espancado e humilhado por agregados dos Nogueira. Essa a razão de Manoel Lopes ter “horror pela Serra Vermelha e pelos Nogueira”, Narra Saturnino.

Veja o que disse Saturnino.

“Meu pai foi muito responsável nessa questão. Por essa mágoa toda de Mané Lopes. Por que meu pai tinha um rabicho danado com esse caboclo, como eu nunca vi daquele jeito, Vige Maria, pode acreditar!”

E acrescenta, de forma reveladora, lançando luz nas origens de sua inimizade com os irmãos Ferreira.

“Até casar com a filha de João Nogueira, eu não tinha encrenca com Virgulino: nascemos e nos criamos juntos, brincando sem que um desse uma bofetada no outro. Mãe Xanda, minha mãe, era madrinha dele”.

Bando de Corisco(E), chefe de subgrupo e homem de confiança de Lampião em pose para Benjamim Abraão

São narrativas da história. Versões dos acontecimentos. O que corresponde à verdade, deve ser ponderado. Mas acho bacana uma página como esta abrir espaço para abordagens. O cangaço é um tema inesgotável; fonte para se escrever ficções e teses acadêmicas. Fico com a ficção por conta da imaginação, sem desmerecer. Abraço a todos.

Imagens. De Benjamim Abraão

Cariri Cangaço

Arquivo Juazeiro do Norte

João Costa

Por Trás do Blog
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black