Serra do Catolé: coiteiros escolhem lugar icônico para abrigar e tratar ferimentos em Lampião

Em março de 1924, Virgulino Ferreira foi baleado no pé, ferimento este que o deixaria manco para o resto da vida. Após três dias do confronto com a volante, Lampião foi encontrado por um garoto de 12 anos, Antônio Terto, que imediatamente comunicou o fato à família. Socorrido e alimentado, Lampião foi levado para Serra do Catolé, onde foi tratado pelo curandeiro de nome João Menezes.


O historiador José Bezerra Lima, em “Lampião – A Raposa das Caatingas”, conta que do esconderijo onde Lampião ficou, se “descortinava uma paisagem belíssima, dominada pela visão da Pedra do Reino”.


Imagem. Pedra do Reino na Serra do Catolé, em São José do Belmonte


Para chegar lá - A Pedra do Reino fica entre São José do Belmonte(PE) e Santa Inês(PB). Antigo povoado Riacho Santa Inês, lugar onde os coiteiros faziam compras para abastecer Lampião.


Lumiaras idealizadas por Ariano Suassuna tornam a Pedra do Reino em espaço religioso e místico do sebastianismo


O lugar ficou famoso pelos acontecimentos sebastianistas em 1836. Este cenário tornou-se icônico porque chocou o mundo: Abrigava um Quilombo, onde fanáticos realizaram sacrifícios humanos: 30 crianças, 12 homens, 11 mulheres e 14 cães. Um ancestral de Lampião, de nome Paulo Lopes, liderou grupo armado na repressão que acabou com o Quilombo.


Estátua no terreiro da Casa de dona Jacoza, Serra Talhada, lugar onde nasceu e se criou Virgulino Ferreira - Lampião


Para conhecer e compreender mais sobre a importância deste lugar para a cultura nordestina, um mergulho na literatura é necessário: “O Reino Encantado – Crônicas Sebastianistas”, de Tristão de Alencar Araripe Júnior (1878), que muito influenciou Ariano Suassuna a escrever “Romance da Pedra do Reino e o Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta” ( encristo entre 1958-1970) e “Fanatismo Religioso – Memórias sobre o Reino Encantado” (1898), de Antônio Áttico de Souza Leite.

Por Trás do Blog
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black