Um cerco interminável interrompido por uma matriarca: Sítio Passagem das Pedras em guerra

Sítio Passagem das Pedras – O lugar onde Virgulino Ferreira da Silva nasceu e se criou na casa da avó materna, Dona Jacoza, fica entre Serra Talhada (terra dos Ferreira) e Nazaré do Pico, distrito de Floresta(reduto dos nazarenos, inimigos de Lampião). Este sítio tomou forma de fazenda em 1895, após o casamento de Maria Sulema da Purificação e José Ferreira dos Santos, pais de Lampião.


Neste mesmo espaço rural tem mais dois lugares emblemáticos da aurora dos Irmãos Ferreira no cangaço:


Imagem: Sítio Passagem das Pedras, em Serra Talhada; ao fundo (E) casa onde nasceu Lampião


Um imponente lajedo, lugar escolhido por Zé Saturnino para montar uma emboscada contra os Irmãos Ferreira, tornando-se o cenário do primeiro combate entre Saturnino e Lampião.


E o que restou da casa de Dona Alexandrina Gomes de Moura, mãe de Zé Saturnino, nos domínios da fazenda Pedreira. No ano da graça de 1919, a casa foi cercada por Lampião e seu bando e, na sequência de um intenso tiroteio, Dona Alexandrina (ela era madrinha de Virgulino) interrompeu o confronto aos gritos mandando parar.


Virgulino Ferreira - Lampião(E) e seu irmão mais velho, Antônio Ferreira(D), este, o homem mais temido pelo inimigos


Dona Alexandrina conversou duramente com o sobrinho, ressaltando que a propriedade não podia pagar pelas desavenças entre ele, Lampião, e Zé Saturnino.


-“Portanto, eu quero que você prometa agora que nunca mais vai passar neste terreiro, nem vai tocar fogo nesta casa”, disse dona Alexandrina.


- “Está prometido, e se tocarem fogo na fazenda Pedreira e Maniçoba, pode ter certeza que não foi Virgulino Ferreira; vou cumprir a minha palavra, nunca mais passo nesse terreiro, e por mim, Maniçoba e Pedreira estão salvas. Agora, se eu me encontrar com Zé Chocalho ( era assim que Virgulino chamava Zé Saturnino) é ele ou eu, um dos dois vai morrer”, comprometeu-se Lampião ordenando a retirada do bando.


O que restou da casa de Dona Alexandrina; marcas de tiros de fuzil na parede em meio à uma vegetação fechada


A decisão não agradou ao irmão Antônio Ferreira, ávido por vindita contra a família Nogueira.


-“Pronto, agora agente não pode matar mais ninguém, Lampião resolveu proteger gato e cachorro de Zé Saturnino! Reclamou Antônio Ferreira, inconformado, com o gesto de respeito e obediência de Lampião para com sua madrinha Alexandrina Gomes.

Antônio Ferreira era, de fato, o maior inimigo da família Nogueira ( Saturnino era casado uma Nogueira) e não Lampião

Virgulino cumpriu o prometido. Passou pelas terras da fazenda Pedreira inúmeras vezes, mas sempre ignorou a casa de Dona Alexandrina.


Estátua no terreiro da casa de Donoa Jacoza, avó materna de Lampião, e lugar onde o cangaceiro nasceu e estudou


Imagens: 1. Foto de drone do Sítio Passagem das Pedras, Casa branca ao fundo, da avó de Lampião. 2. Casa de dona Jacoza. 3. O que restou da casa de Dona Alexandrina.


Fonte: “Lampião, Antônio Ferreira e Levino – A parceria e o Cangaço”, de José Alves Sobrinho (2012)

Por Trás do Blog
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga "PELO MUNDO"
  • Facebook Basic Black
  • Twitter Basic Black
  • Google+ Basic Black