Velhaco: personagem real e de folhetos de cordel

Uma personagem insólita, folclórica, mas sempre presente na literatura popular é a do velhaco.


Na literatura de cordel é personagem recorrente e famosa por contracenar “causos” bem humorados, como este contado pelo professor Julierme Wanderley, professor com um olhar diferenciado para a cultura nordestina e aventuras do cangaço.



Como substantivo masculino, significa quem é traiçoeiro; que busca enganar outra pessoa; tratante. Sujeito que finge ser inocente, mas age com espertezas; finório. Aquele que age com trapaças, patifarias; patife.


Quando adjetivo, é aquele que faz fraudes, trapaças; fraudulento, maroto, finório.

Que não se deixa prender nem conduzir com facilidade.